Por que PSICOMOTRIDADE na Infância?



A PSICOMOTRICIDADE contribui de maneira expressiva para a formação e estruturação do esquema corporal e tem como objetivo principal incentivar a prática do movimento em todas as etapas da vida de uma criança. O movimento humano é construído em função de um objetivo, isto é, de toda ação que a criança realiza, há uma construção mediatizada por trás. E não simplesmente movimento pelo movimento.


Os estímulos ofertados à criança na primeira infância, contribui para o desenvolvimento cognitivo, afetivo-social e psicomotor, e, é através do movimento organizado de expressão corporal, estímulos sonoros, jogos e atividades lúdicas, que torna o processo de ensino-aprendizagem mais significativo. O corpo vivido em paralelo a conceitos pedagógicos globais ( pré-alfabetização), até chegar ao refinamento do processo que é a escrita. Contudo, é indispensável desenvolver experiências significativas para que a criança desperte a noção do espaço e tempo, a noção de corpo até desenvolver organização motora que gere autonomia. Além disso, desenvolver uma comunicação e estrutura de linguagem oral e gestual que permite estabelecer relações saudáveis com os coleguinhas.


Muitas leigos no assunto, fixam a ideia de que a psicomotricidade está apenas relacionada somente ao movimento ou a patologias, mas não é isso. O valor de todo esse processo e desenvolvimento da criança, está na capacidade de realizar movimentos com a utilização de suas funções psíquicas, ou seja, o ato de movimentar-se está diretamente ligado ao aspecto mental.


Crianças que não recebem estes estímulos físicos corretamente , "poderão" apresentar possíveis defasagens na aprendizagem que geralmente aparecem na alfabetização, como : dificuldade em distinguir direita e esquerda fica prejudicada, logo, ele pode apresentar certa dificuldade para acompanhar a direção gráfica de leitura e escrita. A criança encontrar obstáculos quanto ao entendimento na distinção de letras específicas como ‘p’ e ‘b’, dificuldade em atenção, equilíbrio e controle corporal entre ação e reação, distúrbios da fala, entre vários transtornos que podem aparecer no período pré-escolar e que interferem no desenvolvimento escolar.


A prática psicomotora preventiva se dá de forma Individual ou em pequenos grupos, compreendendo as necessidades de adaptação sensoriais, sociais, comportamentais e de crescimento pessoal de cada criança, ou seja, tornar o corpo da criança vivido para que ela aprenda com mais facilidade aproveitando as janelas de oportunidade para aprendizagem, ou seja, onde o cérebro da criança está mais receptivo para aprender determinada habilidade.





Posts Recentes
Redes Sociais.
Procure por Assuntos: